terça-feira, janeiro 7

MENSAGEM DE NATAL

+
MENSAGEM DE NATAL
DO SANTO SÍNODO DOS BISPOS
DA SANTA IGREJA ORTODOXA AUTOCÉFALA DA POLÔNIA

Ao Venerável Clero, aos Monges amantes de Deus
e a todos os fiéis, filhos d’Ele.

Cristo Nasce!

“Enaltece, ó minha alma, o Deus nascido na carne.”
(troparion da 9ª ode do cânone)

O Deus Todo-poderoso nos concedeu mais uma vez de rememorar o mistério insondável para o entendimento humano da Encarnação do Filho de Deus, nosso Senhor Jesus Cristo, que nasceu da Virgem Maria na cidade de Davi em Belém, nos tempos de Herodes, rei da Judéia (Mt 2,1).
Guardando em nossas almas esta imagem do mistério, hoje “em uma só voz e um só coração” celebramos o nascido Salvador e a Puríssima Mãe de Deus, Bendita Virgem Maria, que serviu ao grande mistério da Encarnação.
Esta verdade preenche as nossas almas de uma inexprimível alegria espiritual. Por isso a Igreja, a nossa Mãe, nos chama: “Vinde, cantemos as Senhor, aclamemos o rochedo da nossa salvação” (Sl 94,1). Este chamado do santo Profeta Davi é especialmente próximo e compreensível para nós nos dias da festa do Nascimento de Cristo. As nossas igrejas ressoam com o canto angélico: “Glória a Deus nas alturas, paz na terra; aos homens, boa vontade” (Lc 2,14), que ecoou sobre a manjedoura de Cristo. Nós nos transportamos em pensamento à humilde gruta em Belém, nos colocamos diante do mistério da Encarnação e podemos alcançá-lo pelo poder da fé, conhecendo o “grande mistério da piedade: Deus revelou-Se na carne” (I Tm 3,16). Deus revelou-Se “por nós homens e para nossa salvação” (Credo).
Irmãos e Irmãs!
O amor de Deus nos dá assim, a garantia de que „nem a morte, nem a vida, nem os anjos, nem os principados, nem as potestades, nem o presente, nem o porvir, nem a altura, nem a profundidade, nem alguma outra criatura nos poderá separar do amor de Deus, que está em Cristo Jesus, nosso Senhor” (Rom 8, 38-39).
Jesus Cristo desde o momento de Sua encarnação torna-Se para sempre o fundamento e o sentido da vida do homem. Ele, o nosso Salvador, “...ontem, hoje e eternamente” (Hb 13, 8) está presente no mundo. “O próprio Rei da Glória, a Verdade e a Vida”. Ele ilumina o mundo e os homens, “que estavam sentados na região e sombra da morte” (Mt 4, 16) com a luz do verdadeiro conhecimento de Deus e com o mistério da Divindade em três pessoas. Tal é a grandeza do significado espiritual desta revelação plena de luz, a encarnação do Filho de Deus no mundo, hoje solenemente celebrada por nós.
Irmãos e Irmãs!
Cristo é o nosso refúgio, Cristo é a nossa força, Cristo é a Luz inextinguível, Cristo é o Sol sem ocaso. O Apóstolo Paulo, conhecendo esta verdade, hoje nos chama: “Tende cuidado para que ninguém vos faça presa sua, por meio de filosofias e vãs sutilezas, segundo a tradição dos homens, segundo os rudimentos do mundo e não segundo Cristo; porque nele habita corporalmente toda plenitude da divindade. E estais perfeitos nele, que é a cabeça de todo principado e potestade” (Col 2, 8-10). O chamado do santo Apóstolo está sempre presente no mundo, especialmente nos nossos tempos, cheios de vaidade.
Irmãos e Irmãs!
Hoje nos deparamos com muitos problemas e dificuldades quanto ao nosso testemunho de Cristo ao mundo. Percebemos um enfraquecimento da fé e do amor a Cristo à Sua Santa Igreja. O mundo mergulha cada vez mais no abismo do pecado, privando-se daquilo que é unicamente necessário (Lc 10, 41-42). A secularização e a globalização da vida atual imprimem o seu selo sobre nossas vidas espirituais. Hoje pede-se a nós grande coragem, consciência e perseverança no cumprimento dos mandamentos espirituais da Santa Igreja. O Santo Evangelho e os ensinamentos da Igreja são para todos nós o maior valor e guardá-los é a nossa maior responsabilidade.
Irmãos e Irmãs!
O grande poder da Luz do Menino de Deus, o Cristo, fortalece a nossa ortodoxia, nosso esforço espiritual, nisso nos ajuda a Graça do Espírito Santo: “Recebereis a virtude do Espírito Santo, que há de vir sobre vós; e ser-me-eis testemunhas tanto em Jerusalém como em toda a Judeia e Samaria e até os confins da terra” (At 1, 8). Somente a força e o fogo do Menino de Deus, o Cristo, e os dons do Espírito Santo podem vencer o mal e fortalecer o bem, a partir do momento em que os discípulos do Salvador puserem o seu esforço em frutifica-los em seus corações e os incorporarem em suas vidas. A luz do fogo de Deus tornou-se uma força única no mundo, mostrando à humanidade o caminho da salvação. A história nos dá testemunho de que esta Luz dissipou mais de uma vez de sobre a terra as crescentes nuvens da incredulidade, do mal, do ódio. Celebrando o mistério do Nascimento de Jesus Cristo, a cada ano lembramos ao mundo destes eternos valores divinos. Eles são necessários ao mundo. Sem eles o mundo não pode existir. Por isso nos resta, com a ajuda da viva tradição e com alegria, prostrarmo-nos nestes dias festivos diante do mistério do Nascimento de Jesus Cristo e cantar com os anjos: “Glória a Deus nas alturas, paz na terra; aos homens, boa vontade” (Lc 2,14)
Irmãos e Irmãs!
Iniciando o ano de 2014 rendemos graças a Deus por todos os benefícios concedidos à nossa Igreja e a cada um de nós no ano de 2013.
Prostramo-nos diante d`Ele em oração com grande fé, pedindo que o ano novo de 2014 seja um tempo abençoado e favorável à nossa Igreja, a cada um de nós e a todas as pessoas no mundo. Que possamos como filhos da Igreja “estar sempre preparados para responder com mansidão e temor a qualquer que nos pedir a razão da esperança que há em nós” (I P 3, 15), lembrando-nos das palavras do Apostolo Paulo: “Não te deixes vencer do mal, mas vence o mal com o bem” (Rom 12, 21).
Que os santos dias da festa do Nascimento de Cristo transcorram na alegria, no triunfo, em família e tranquilamente. E que a Paz de Deus, que pairou sobre a manjedoura do Menino de Deus, Sua Mãe e o ancião José na gruta em Belém, desça sobre todos vós.
Na alegria espiritual saudamos a Todos; vós, veneráveis Padres, aos Monges, amantes de Deus, aos Jovens e Crianças e a vós Irmãos e Irmãs, pela festa do Nascimento de Cristo e pelo ano novo de 2014. Invocamos a bênção de Deus sobre vós.
Que o Cristo Salvador nos dê a todos saúde espiritual e corporal, e guarde de toda provação a nossa Igreja e cada um de nós no ano de 2014.
“E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará os vossos corações e os vossos sentimentos em Cristo Jesus” (Flp 4, 7). Amém.

Cristo Nasce – Glorificai-O!

Pela misericórdia de Deus, os humildes:

+ Sava, Metropolita de Varsóvia e toda Polônia
+ Simão, Arcebispo de Łódź e Poznań (Wudj e Póznan)
+ Adão, Arcebispo de Przemyśl e Nowosąd (Pxémêxl e Novósond)
+ Jeremias, Arcebispo de Wrocław e Szczecin (Vrótswav e Xtchétchin)
+ Abel, Arcebispo de Lublin e Chełm (Lublin i Héum)
+ Tiago, Arcebispo de Białystok e Gdansk (Biauêstok e Gdansk)
+ Gregório, Bispo de Supraśl (Súpraxl)
+ Jorge, Bispo de Siemiatycze (Xemiatêtxe)
+ Paisjusz, Bispo de Gorlice (Gorlítse)
+ Chrisóstomo, Arcebispo do Rio de Janeiro e Olinda- Recife
+ Ambrósio, Bispo do Recife


Natividade de Cristo do ano de 2013/2014.

Cidade de Varsóvia



1 comentários:

Postar um comentário

Olá, agradeço por compartilhar sua opnião neste blog. Deus te salve!